C   redit
dá pra contar nos dedos quantos dedos eu tenho
Eu ando muito infeliz, este é um segredo que conto só para você: eu tenho achado, devagarinho, cá dentro de mim, em silêncio, escondido, que nem gosto mais muito de viver, sabia?
Caio Fernando Abreu  (via r-e-a-b-i-t-a-n-d-o)
Eu fingi não notá-lo. Não porque tivesse algo contra ele, mas porque meu coração e minha confiança estavam entrando em choque. E esse choque criou um vácuo no meu peito. Como se todos os nervos do meu corpo estivessem definhando, se soltando dos dedos dos pés e das mãos. Se soltando e desaparecendo.
Os 13 Porquês. (via te-eternizo)
Sabe aquele mundo de ilusão que você vivia? Pois é acorde, se esforce, seja você. Porque o que está dentro de você, vale mais que qualquer outra coisa.
Outonus.  (via te-eternizo)
Não vou reavivar pessoas já mortas pra mim.
Neto Monteiro.  (via se-eu-sumir)
Eu vou superar isso, do mesmo jeito que sempre foi. Um dia de cada vez.
The Vampire Diaries.  (via cara-errado)
Uma vez, li em um livro de poesias antigo, que Yelda é o nome que se dá para uma noite sem estrelas, na qual aqueles que sofrem por um amor perdido ou distante permanecem acordados, suportando e encarando a escuridão interminável da noite esperando pelo nascer do sol, na expectativa de que seu amor reapareça junto com ele. Depois que te conheci, todas as noites da semana passaram a ser Yelda para mim.
O Caçador de Pipas.     (via te-eternizo)
E ele dizia tão calmo; “Foi sem planejar, foi algo que apenas aconteceu”. E ele não sabia, nem se quer imaginava. Como eu sentia nojo de cada palavra que saia de sua boca.
— Gustavo. (via se-eu-sumir)
Meu coração apanhou por quem ele mais batia.
Fabrício Bernardo.  (via se-eu-sumir)